domingo, 15 de janeiro de 2012

Dia do Empresário Contábil
   O Brasil celebra hoje o Dia do Empresário Contábil. Esta homenagem - instituída por Lei federal, em vigor a partir de 2011 - faz justiça àqueles empreendedores que têm muitas responsabilidades no seu dia a dia, sendo a maior delas, certamente, a imprescindível tarefa de contribuir diretamente para o desenvolvimento da economia brasileira, por meio da geração de informações confiáveis, transparentes e indispensáveis aos demais empresários, aos governantes e também à sociedade.

   Os empresários contábeis fazem parte da engrenagem que impulsiona o crescimento brasileiro. Por isso, nesta data, o Conselho Federal de Contabilidade parabeniza os responsáveis pelas mais de 78 mil Entidades Empresariais da Contabilidade registradas no Sistema CFC/CRCs. Esse número não pára de crescer, assim como o nosso Brasil!
Juarez Domingues CarneiroPresidente do CFC

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Seja para um simples procedimento de rotina ou para um complexo planejamento, aqui você encontra os melhores serviços aliados ao melhor atendimento. Conte com a  experiência da J. C. Contabilidade & Associados e  se beneficiem da excelência dos serviços de um grupo forte com 20 anos de atuação no Vale do Assu e região. Venha conhecer nossa empresa e nosso excelente quadro de profissionais.
Rua Professor Alfredo Simonetti, 926 centro  Assu/RN – Tel: 084-3331:1807

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

  
Alex Willkson da C. Tavares é Bel em Ciências Contabeis UFRN, Professor do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade Católica NS das Vitórias e Diretor-Sócio da J. C. Contabilidade & Associados.

Seja para um simples procedimento de rotina ou para um complexo planejamento, aqui você encontra os melhores serviços aliados ao melhor atendimento. Conte com a  experiência da J. C. Contabilidade & Associados e  se beneficiem da excelência dos serviços de um grupo forte com 20 anos de atuação no Vale do Assu e região. Venha conhecer de perto nossa Empresa e nosso excelente quadro de profissionais. 
Rua Prof.º Alfredo Simonetti, 926 Centro Assu/RN Tel: 084-3331:1807

sábado, 7 de janeiro de 2012

O que a J. C. Contabilidade & Associados pode fazer pela minha empresa?

A empresa J. C. Contabilidade & Associados tem  20 anos no  mercado. Sempre será um novo conceito em contabilidade. Auxilia desde da implantação  de forma responsavel e compente, no desenvolvimento e gerenciamento da sua empresa. Tem um Auditório dentro da própria empresa para treinamento personalizado e direcionado aos empresários e seus colaboradores.  Conheça a nossa empresa de perto, vem nos fazer uma visita conhecer os nossos profissionais e constatar o que estamos oferecendo.  Para contratar nossos serviços: 084-3331-1807 - 9974-8300 - Rua Prof. Alfredo Simonett, 926 Centro Assu/RN

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

J. C. Contabilidade & Associados

Rede virtual que simplifica abertura de empresas começa a funcionar em 2012

 – O processo de abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas deverá ser totalmente integrado em um único ambiente virtual a partir de 2012, informou à Agência Brasil a Receita Federal. O  funcionamento da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Criada pela Lei nº 11.598, a Redesim é composta por órgãos federais, estaduais e municipais que estejam direta e indiretamente ligados aos registros de empresas.
“O empresário irá se comunicar com esse ambiente em que todos os órgãos estarão interligados: juntas comerciais, cartórios de registro de empresas, administração tributária federal, estadual, meio ambiente, órgão de regulação e controle, entre outros”.
O o empresário deve fazer o cadastro na junta comercial, que seria uma das “portas de entrada” à rede, para passar a ter acesso a todos serviço disponíveis em uma página na internet.
As informações serão distribuídas pelos sistemas integrados de forma a permitir que cada órgão receba os dados do interessado, além de formalizar a abertura, regularização, fechamento de uma empresa de forma direta e com a apenas uma comunicação do empresário com a administração pública.
“Será liberado tudo. Alvarás, agendamento das vistorias dos bombeiros. Tudo estará nesta estrutura. O [sistema] integrado nacional passará a ser gerido pela Receita, com mais 27 integradores estaduais que, por sua vez, terão integração com sistemas nos municípios”.

J. C. Contabilidade & Associados - Segurança e Rapidez para sua Empresa - 084-3331:1807

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012


Maria Jaqueline C. Tavares - É sócia e Diretora do Dep. de RH da J C. Contabilidade & Associados
084-3331-1807.

Prazos progressivos para obrigatoriedade do ponto eletrônico

- A legislação brasileira determina que toda empresa com mais de dez funcionários adote uma das três modalidades de ponto: manual (escrito), mecânico (cartão) ou eletrônico. Assim, nenhuma empresa está obrigada a adotar o ponto eletrônico.
Mas as empresas que optarem por registrar a jornada de seus trabalhadores de forma eletrônica deverão seguir integralmente as regras estabelecidas na Portaria n. 1.510, de 21 de Agosto de 2009, que criou o Sistema do Registro Eletrônico do Ponto - SREP. As empresas poderão, também, adotar sistemas alternativos de controle eletrônico da jornada, desde que autorizados por convenção ou acordo coletivo de trabalho.
Ponto eletrônico - O novo registro eletrônico de ponto e a utilização do Sistema de Registro Eletrônico de Ponto (SREP) estão disciplinados pela Portaria nº 1.510, de 21 de agosto de 2009. A nova regulamentação prevê que os aparelhos devem ser certificados por órgãos técnicos, possuir memória inviolável e emitir recibos de papel ao trabalhador. Essas medidas visam garantir que empregados e trabalhadores tenham acesso a uma base de dados segura, evitando fraudes.

O controle eletrônico de ponto, previsto no artigo 74, parágrafo 2º da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), é amplamente utilizado pelas empresas brasileiras. Do ponto de vista empresarial, esse tipo de sistema apresenta vantagens frente aos métodos manuais, seja pela facilidade com que permite a aferição da jornada dos trabalhadores, seja pela velocidade conseguida na transmissão das informações para os sistemas de folha de pagamento.